Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amor às Kuartas

Aqui fala-se de amor às quartas-feiras

Aqui fala-se de amor às quartas-feiras

Amor às Kuartas

22
Fev17

Amor felino

Kalila

gatos-de-rua.jpg

 

Na minha zona há muitos gatos. Não gatinhos fofinhos, meiguinhos, bem tratados e bonitinhos, são gatos bravos, que se desenrascam sozinhos, que comem lixo, ratos e outras bichezas, que urinam contra os muros de rajada, que enterram os dejetos, que fogem dos cães grandes e desafiam os pequeninos. Dormem debaixo dos carros, aceitam comida de toda a espécie mas, pura e simplesmente, não deixam que ninguém se aproxime mesmo que traga um rico petisco. Há que pousar a oferenda e afastarmo-nos, que ninguém pense em confraternizar com eles.

Nesta altura do ano andam apaixonados. É vê-los aos pares, empolgadíssimos em namoros barulhentos que se assemelham a choros de carpideiras. Ficam horas naquela lamúria sinistra que mais parece velório na aldeia do que propriamente amor. Confundem-se as guerras dos machos, os chamamentos das fêmeas e a corte propriamente dita, os sons são parecidos e arrepiantes, parecem choros sofridos de gente em desgraça extrema.

Quando se trata de animais fala-se de acasalamento e não de amor, parece que o amor é estritamente humano. Mas as gatas entram no cio, emitem sons para alertar os machos, deixam-nos lutar uns com os outros para as disputar e nem sempre escolhem o vencedor, não será isto amor? Já eles, esfalfam-se todos por elas, estão sempre ali e só as têm quando o cio delas o permite, não será amor o que os faz esperar, lutar, lamuriar e, finalmente, copular?

Para mim é amor, de bigodes e olhos verdes, barulhento e choradinho porque é só nesta altura do ano. Pode durar dias e até dois ou três meses mas no resto do ano nada acontece, deve ser por isso que a lamúria é tanta, há que aproveitar muito bem e chorar por mais enquanto há.

Diz-se que os gatos são temperamentais, misteriosos e matreiros. Também são fogosos, quando estão nesta época mal se alimentam, ficam irascíveis e quase insuportáveis, não acham que é paixão? Não só uns pelos outros, também pelo próprio do amor ou o ensejo dele.

E não deve ser por acaso que chamamos gato ou gata aos da nossa espécie que reúnem mais atributos.

Miauuuuuuu…

 

imagem:   

(http://www.riograndedonorte.net/wp-content/uploads/2013/02/gatos-de-rua.jpg)

42 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D